Futebol Feminino no Brasil

19 de agosto de 2016

Em uma entrevista ao site UOL, pouco antes das semifinais das Olimpíadas, a recordista jogadora Formiga disse que trocaria qualquer medalha pela profissionalização do futebol feminino no Brasil. “Eu não teria medalha, mas o país ganharia muitas. Basta profissionalizar para que venha o ouro muitas vezes”, disse ela.

De fato, comparado aos países com mais medalhas olímpicas neste esporte, o Brasil não passa de um amador no futebol feminino. Não como seleção, mas como organização. Nós mal temos um campeonato nacional bem organizado: não há divisões como no masculino, o público nos estádios é ínfimo, o patrocínio é raro, dos grandes clubes são poucos os que têm time feminino, além da atenção da mídia ser mínima.

Para se ter uma ideia, países como Canadá e Estados Unidos possuem 4 divisões nacionais. Às brasileiras, resta competir por clubes geralmente pequenos nas poucas partidas do calendário anual.

Marta - a camisa 10 com seu nome não existe à venda nas lojas de esporte

Marta – a camisa 10 com seu nome não existe à venda nas lojas

Até 2007, as competições de futebol feminino no Brasil eram quase inexistentes. Haviam apenas alguns estaduais e a chamada Taça Brasil, que foi cancelada várias vezes e teve vários nomes. Neste ano, a CBF cria a versão feminina da Copa do Brasil, disputada por 32 equipes. O problema nela é que, ainda hoje, os times podem ser eliminados após realizarem somente 2 jogos, menos até que no torneio das Olimpíadas, que é considerado de curta duração.

Em 2013, com o apoio do Ministério dos Esportes e o patrocínio da Caixa Econômica Federal, foi realizado o primeiro Campeonato Brasileiro feminino, onde a situação melhorou um pouco: agora, os times jogam no mínimo 4 partidas.

Só para se ter uma ideia, na Série A do Brasileirão, as equipes masculinas jogam 38 partidas no total, sendo que às vezes jogam até 3 por semana. Além disso, a fórmula de disputa do campeonato feminino é igual à da Série D (quarta divisão) do masculino, só que com menos times.

Partida entre Corinthians Audax e Vasco pela quarta e última rodada do campeonato

Jogo entre Corinthians Audax e Vasco pelo Campeonato Brasileiro 2016

Como dito anteriormente, não há divisões. Assim, os times femininos jogam um ano sem saber se estarão na disputa no ano seguinte. Os piores times não são rebaixados, nem os melhores (da Segundona) promovidos, o que afeta a qualidade da competição. Como não há apoio da mídia, o público mal aparece para ver os jogos, afetando também o equilíbrio financeiro do campeonato.

Com o sucesso da seleção feminina em 2016, que caiu nas graças do público, cresce a pressão para que a CBF faça um planejamento sério e melhore a organização do futebol feminino no Brasil. Mas contando que esta foi a quinta vez que elas chegaram nas semifinais olímpicas e muito pouco foi feito posteriormente, fica a dúvida se em 2020 elas terão que brigar novamente não só pela medalha, mas pelo reconhecimento de sua modalidade no chamado “país do futebol”.


Jogadora brasileira marca golaço!

28 de julho de 2016

As Olímpiadas 2016 ainda nem começaram e o futebol feminino do Brasil já está fazendo bonito. Em partida amistosa contra a Austrália, a atacante Raquel marcou um golaço de fora da área, depois de um cruzamento majestoso da zagueira Érica. Confira:

O Brasil venceu o jogo por 3 a 1 e agora se prepara para encarar a China, pela primeira partida do torneio olímpico!


O Gol Mais Bonito do Ano

12 de janeiro de 2016

Saiu o resultado do Prêmio Puskás da FIFA de 2015. E, para a alegria do bolapé, o vencedor foi Wendell Lira, um jogador brasileiro até então desconhecido, que bateu nada mais nada menos que Lionel Messi na votação final.

O Gol coroado foi marcado por Wendell durante o campeonato estadual de Goiás em 2015, na partida do Goianésia contra o Atlético Goianiense. Na época, o time terminou em terceiro lugar no campeonato. Mesmo assim, o jogador foi dispensado e estava sem clube até vir a notícia da indicação ao prêmio. Agora, ele está contratado pelo Vila Nova, também de Goiás, que irá jogar a Série B do Campeonato Brasileiro este ano.

Mais do que um merecido prêmio para um belíssimo gol, a vitória de Wendell representa a vitória do futebol arte, do futebol lado-b, longe dos holofortes e salários milionários, a vitória do futebol brasileiro e de sua dura realidade.

Que mais Wendells apareçam em 2016, tocando sua Lira com maestria, para o bem do esporte nacional e deleite da torcida!


Giro: Janeiro de 2016

7 de janeiro de 2016

Janeiro é um mês morno no futebol, mas não é por isso que deixam de haver notícias mundo a fora. Por isso, confira o nosso giro internacional no planeta bolapé:

Partida Índia x Nepal pela SAFF Cup

Partida Índia x Nepal pela SAFF Cup

  • A seleção da Índia foi a vencedora da Copa do Sul da Ásia de 2015, torneio bienal que reúne oito seleções. A final foi disputada no último dia 3 de janeiro no país e a seleção local venceu o Afeganistão por 2 a 1 na prorrogação, conquistando seu sétimo título. O torneio também marcou a despedida do time afegão, que mudou-se para a (sub-) Confederação da Ásia Central (CAFA).
  • A equipe haitiana Perles Noires não avançou para a 2ª fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2016. O time terminou em último lugar em seu grupo, com derrotas para o Juventos, América-MG e São Caetano. No entanto, este foi apenas o primeiro campeonato dos Pérolas Negras, que entrarão na 3ª divisão do campeonato carioca este ano, com sua filial brasileira.
  • O Ranking da FIFA praticamente não teve alterações no Top 40 em sua nova edição de janeiro. A Bélgica continua na primeira posição, seguida pela Argentina, Espanha, Alemanha, Chile, Brasil e Portugal (em sétimo). Destaque para a seleção de Cabo Verde, que se manteve na 39ª posição, sendo uma das melhores equipes africanas.

 


Rumo às Olimpíadas 2016

18 de dezembro de 2015

O ano de 2015 está acabando e já temos confirmadas quase todas as 16 seleções que irão participar do Torneio Olímpico de Futebol o ano que vem. O torneio definirá as medalhas de ouro, prata e bronze no esporte durante as Olimpíadas Rio 2016 e é organizado pela FIFA e o COI.

Rio 2016

Além do Brasil, na América do Sul quem também garantiu a vaga foi a Argentina, que tentará sua terceira medalha de ouro. México, o atual campeão, e Honduras são os dois classificados da América do Norte e Central. Além destes, Colômbia e EUA disputarão ainda a quinta vaga do continente americano no torneio.

Na África, a seleção da Nigéria foi a vencedora do qualificatório e será uma das favoritas à medalha no Rio. Argélia e África do Sul serão os outros dois representantes do continente. Já na Europa, as vagas foram decididas por meio da Eurocopa Sub-21, realizada em junho, e os quatro classificados foram Suécia, Portugal, Alemanha e Dinamarca.

Mas onde a zebra rolou mesmo foi na Oceania: a seleção de Fiji será a representante da região, depois da Nova Zelândia ter falhado em classificar-se.

Ainda falta a definição dos três representantes da Ásia, que serão conhecidos só em janeiro do ano que vem. Já no futebol feminino, metade das vagas ainda estão em aberto. Por isso, é esperar!


Seleção Brasileira leva outra goleada da Alemanha

13 de agosto de 2014

A seleção brasileira de futebol voltou a ser goleada em uma competição internacional, e novamente pela Alemanha. O chocolate se deu pela Copa do Mundo Sub-20 Feminina da FIFA, que está sendo disputada este mês no Canadá.

Em partida válida pela terceira e última rodada da fase de grupos, as brasileiras, que precisavam de uma vitória para se classificar para as quartas-de-final, foram derrotadas por 5 a 1 pela a seleção alemã, em Montreal, neste terça-feira.

Com a goleada sofrida, o Brasil, que já foi semifinalista da categoria, deixa a competição como último colocado em seu grupo e com saldo de gols negativo. Já as alemãs, terminaram em primeiro lugar e enfrentam agora as donas da casa na segunda fase.


Seleção Brasileira está Invicta há 11 Partidas

1 de julho de 2013

foto: fifa.com

Com o chocolate sobre a Espanha na final da Copa das Confederações, a antes subestimada seleção brasileira chegou à marca de 11 partidas seguidas de invencibilidade. A última derrota foi no amistoso contra a Inglaterra, em Fevereiro de 2013, quando perdeu por 2 a 1.

Contando-se somente as partidas em torneios oficiais, o Brasil está invicto há 3 anos. A última derrota foi em 2 de Julho de 2010, contra a Holanda, nas Quartas-de-final da Copa do Mundo na África do Sul. Depois disso, vieram 4 partidas pela Copa América de 2011, quando foi eliminada somente nos pênaltis, após o empate em 1 a 1 contra o Paraguai, e as 5 partidas da Copa das Confederações.

O próximo torneio oficial do Brasil será a Copa do Mundo de 2014. Antes disso, a seleção fará uma série de amistosos, tentando manter o bom retrospecto, e chegar ainda mais forte na competição!