Futebol se reestrutura em São Tomé e Príncipe

São tomé e príncipe é o menor país de língua portuguesa do mundo, com a população estimada em 150 mil habitantes. desde 2003, a seleção nacional de futebol não disputa uma partida oficial, sequer um amistoso. o último jogo foi em 16/11/03 pelas eliminatórias africanas da copa do mundo de 2006, quando perdeu por 8 a 0 da líbia, em benghazi. para a copa de 2010, a seleção desistiu da disputa poucos dias antes de seu primeiro, contra a áfrica central. devido a este longo período de inatividade, a fifa retirou são tomé e príncipe de seu ranking de seleções (que leva em conta as partidas disputadas somente nos últimos 4 anos), ou seja, eles estão abaixo no último colocado.

O campeonato nacional do arquipélago também enfrenta dificuldades, desde 2004 vem sido disputado sem regularidade. em 2005 e 2006 não houve disputa. em 2007 o campeão foi o sporting praia cruz (clube da ilha de são tomé). após isto, a fifa retirou o subsídio que garantia o policiamento dos estádios durante as partidas. desta maneira, em 2008 o campeonato santomense novamente não foi realizado.

As coisas começaram a dar sinal de melhora somente no final de 2008, quando foram concluídas as obras no estádio nacional de são tomé, que agora pode receber partidas internacionais. em novembro, o clube brasileiro atlético de alagoinhas, da primeira divisão do campeonato baiano, fez uma peneira no arquipélago e trouxe para o brasil dois jogadores. o anúncio do acordo com a equipe brasileira levou ao delírio os espectadores da festa de premiação do torneio gira ilhas, que contou ainda com um show da cantora brasileira roberta miranda.

No início de 2009, o campeonato nacional foi ressuscitado com a ajuda do governo. outra boa notícia foi o anúncio, em abril, da construção de um estádio na cidade de trindade, segunda maior do arquipélago, onde não se realizam partidas há mais de 10 anos. em julho deste ano, a seleção de sub-17 participou da copa de nações centroafricanas, realizada nos camarões, e a seleção de futsal do país competiu nos jogos da lusofonia, em lisboa, portugal. apesar das goleadas sofridas, o mais importante é realmente voltar às competições internacionais e fortalecer o campeonato local, para poder garantir, assim, o desenvolvimento do esporte no país, um dos mais pobres da áfrica.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: